Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde

O que pode causar e como tratar a coceira na vagina

A coceira na vagina pode ser sintoma de alergia ou candidíase, por exemplo. Quando ela é causada por uma reação alérgica, a região afetada é, na maior parte das vezes, a mais externa. Neste caso, o uso de calcinhas que não sejam de algodão e de calças jeans, diariamente, podem causar irritação e aumentar a coceira.

Quando a coceira é interna, ela pode ser causada pela presença de algum fungo ou bactéria e o sintoma pode vir companhado de inchaço e de corrimento. Muitas vezes, a causa da coceira é a candidíase, uma doença causada pelo desequilíbrio dos fungos que, normalmente, habitam esta região.

Outros sintomas característicos da candidíase são:

  • Coceira na região interna e externa da região íntima da mulher;
  • Corrimento branco, tipo leite coalhado, com ou sem mau cheiro;
  • Dor/ardor ao urinar.

Neste caso o que se recomenda fazer é marcar uma consulta médica e realizar exames para diagnosticar a causa da coceira na vagina.

Tratamento para coceira na vagina

Um bom tratamento caseiro para coceira na vagina é lavar a região íntima com chá de ervas

O tratamento para coceira na vagina depende da sua causa. Quando ela é causada pela candidíase, o tratamento pode ser feito com o uso de antifúngicos orais e pomadas para candidíase, receitados pelo ginecologista. Nestes casos, também podem ser usados lactobacilos, que são probióticos para controlar o crescimento dos fungos que provocam coceira. Veja aqui quais são e como usar as pomadas ginecológicas mais usadas para candidíase.

No entanto, outra possível causa para provocar coceira é o contato com substâncias químicas como o cloro, presente na água do jacuzzi, banheira ou piscina, por exemplo e por isso tirar o biquíni depois de mergulhar e evitar relações sexuais na piscina com cloro podem ajudar a curar a candidíase.

Para evitar a coceira na vagina é indicado:

  • Usar roupa íntima de algodão;
  • Ter uma boa higiene feminina, lavando somente a região externa, com sabonete próprio para a região, mesmo após o contato íntimo;
  • Evitar o uso de calças muito justas, para impedir a elevação da temperatura local;
  • Utilizar preservativo em todas as relações, para evitar a contaminação com as DSTs.

Outro fator importante é a alimentação, devendo-se evitar o abuso de doces e de frituras.

1 Comment

1 Comment

  1. Monica

    28 de maio de 2018 at 7:27 am

    muito top seu artigo valeu pelas dica super recomendo fonte abraço

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Vídeos

Dor nos mamilos (bicos dos seios) podem ter várias causas, normalmente associadas a um aumento dos hormônios estrogênio e progesterona circulantes, ou a alterações...

Saúde

O que são os crescimentos gengivais que podem ocorrer no paciente ortodôntico? São lesões na gengiva que se desenvolvem graças ao estímulo crônico, na...

Nutrição

O sushi se tornou um alimento tão comum quanto o tradicional feijão e arroz no prato do brasileiro de classe média. Com a popularidade...

Saúde

Para fazer o bebê dormir a noite toda é preciso ter alguns cuidados, como: Colocar o bebê para dormir assim que bocejar, pois significa...