Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde

Grávidas e puérperas entram para o grupo de risco para COVID-19: veja cuidados

O Ministério da Saúde passou a considerar grávidas e puérperas grupos de risco para a COVID-19.

Reprodução: Freepik

O Ministério da Saúde passou a considerar grávidas e puérperas grupos de risco para a COVID-19.

Em uma imagem exibida na coletiva de imprensa da última quarta-feira (8), “puérperas” (ou seja, mulheres no período pós-parto) figuraram na lista das pessoas mais vulneráveis à doença do novo coronavírus.

O Ministério da Saúde explicou, por meio de nota, que a inclusão de puérperas e gestantes na lista deve-se ao fato de o grupo ser mais vulnerável a infecções no geral e, por isso, estar nos grupos de risco do vírus da gripe.

“Estudos científicos apontam que a fisiopatologia do vírus H1N1 pode apresentar letalidade nesses grupos [gestantes e puérperas] associados à história clínica de comorbidades dessas mulheres. Sendo assim, para a infecção pelo COVID-19, o risco é semelhante pelos mesmos motivos fisiológicos, embora ainda não tenha estudo específico conclusivo. Portanto, os cuidados com gestantes e puérperas devem ser rigorosos e contínuos, independente do histórico clínico das pacientes”, escreve o Ministério da Saúde.

Coronavírus: cuidados para gestantes e puérpera

Os estudos sobre COVID-19 em mulheres gestantes ou no puerpério ainda são muito incipientes. O que se sabe até agora é que, provavelmente, não há transmissão vertical do novo coronavírus (isto é, contaminação de mãe para bebê durante a gestação ou na hora do parto).

Segundo Olímpio Barbosa de Moraes Filho, presidente da Comissão Nacional Especializada em Assistência Pré-Natal da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), os sintomas de COVID-19 desenvolvidos por gestante e puérperas são, na maioria dos casos, febre, fadiga e tosse seca. Algumas pacientes podem apresentar dores, congestão nasal, coriza, garganta dolorida ou diarreia.

Quanto aos cuidados que este grupo deve manter em relação à COVID-19, destacam-se:

Grupo deve evitar contato próximo e aglomerações

A recomendação de evitar aglomerações dada à população é ainda mais enfática para os grupos de risco, como as grávidas e puérperas.

O isolamento social tem sido uma estratégia tanto de proteção à população contra o coronavírus quanto de contenção da propagação do SARS-CoV-2 pelas cidades do país.

Assim, o prudente é que estas mulheres fiquem em casa o máximo possível e evitem contato com outras pessoas, especialmente as doentes. Se possível, outros membros da família devem fazer compras no mercado e farmácia.

Fonte Vix

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

Vídeos

Dor nos mamilos (bicos dos seios) podem ter várias causas, normalmente associadas a um aumento dos hormônios estrogênio e progesterona circulantes, ou a alterações...

Saúde

O que são os crescimentos gengivais que podem ocorrer no paciente ortodôntico? São lesões na gengiva que se desenvolvem graças ao estímulo crônico, na...

Nutrição

O sushi se tornou um alimento tão comum quanto o tradicional feijão e arroz no prato do brasileiro de classe média. Com a popularidade...

Saúde

Para fazer o bebê dormir a noite toda é preciso ter alguns cuidados, como: Colocar o bebê para dormir assim que bocejar, pois significa...