CoronavírusNews

Entenda a ação da Covid-19 no organismo humano

Como soldados na guerra, o vírus se camufla no organismo humano, rouba células, multiplica-se

1 –Desde que a palavra pandemia surgiu nos noticiários, em decorrência do novo coronavírus, informações tendenciosas começaram a pipocar entre a população. Afinal, é só um resfriado ou uma gripe? Não, não é só um resfriado ou uma gripe forte. Já são mais de 210 mil infectados em 110 países do mundo e cinco mil mortos. Só no Brasil são 534 contaminados e seis mortos até a quinta-feira 19

2-Tudo começa com inflamações nas mucosas das vias aéreas respiratórias superiores, ou seja, garganta e nariz

3-No caso da gripe, a infecção é provocada pelo vírus Influenza, que pode ser do tipo A ou B. Ele causa dor intensa no corpo, tosse, dor de garganta e lentificação. Geralmente dura em torno de uma semana

4-Já com o coronavírus, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os sintomas mais comuns da doença são: tosse seca, dores musculares, dor de garganta, congestão nasal, febre, além de falta de ar. A principal diferença da Covid-19 e a gripe comum é a rapidez na proliferação. Por isso, transformou-se rapidamente em pandemia

5-O coronavírus não é um completo desconhecido do organismo humano, foi detectado pela primeira vez em 1937 e nomeado em 1965. É de uma família viral na qual as mutações são responsáveis por resfriados e também doenças com Sars (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e Mers (Síndrome Respiratória do Oriente Médio), identificadas em 2002 e 2012, respectivamente

6-E como acontece a mutação genética dos vírus? A base de todo ser vivo são as proteínas Adenina, Guanina, Timina e Citosina — ATCG, também base do DNA humano. A ligação entre elas segue a combinação Adenina com Timina (AT) e Citosina com Guanina (CG). Quando o genoma (ligação) altera sua ordem, há a mutação

7-A partir dessa nova combinação, ou seja, a mutação, nasce um novo vírus — que pode ser um velho conhecido do organismo humano ou uma combinação nova, como no caso da Covid-19. Quando desconhecido, o vírus já chega de forma mais agressiva e resistente. Portanto, muito pior e mais difícil de ser combatido pelo sistema imunológico

Reprodução Isto É

8-Assim que o organismo é contaminado, a Covid-19 se acopla nas mucosas profundas do nariz e da garganta e isso causa febre e sensação de esgotamento físico. Até aqui, os sintomas são iguais aos de uma gripe comum

9-Depois disso, o vírus começa a se camuflar no organismo — assim como soldados, que usam fardas mescladas em verde e marrom, a fim de não serem percebidos na mata

10-No caso do organismo humano, o novo coronavírus, não mata a célula e, sim, a sequestra para atingir o seu objetivo máximo: multiplicar-se rapidamente dentro do organismo

11-São as proteínas em formato de agulha as responsáveis pela entrada do vírus infiltrado, sistema conhecido como chave-fechadura. Camuflado no organismo, e com a entrada liberada, o vírus começa a multiplicar

12-A Covid-19 tem capacidade de se replicar em até 100 mil cópias e faz tudo isso para não morrer: a infecção é sua aposta de sobrevivência

13-O organismo humano, então, confunde essa movimentação com o conhecido RNA viral — retrovírus — e passa a produzir proteínas para combatê-lo

14-Depois de entrar pelas vias aéreas superiores respiratórias (nariz e garganta), o vírus segue pela faringe, chega aos brônquios e pulmões, causando pneumonia. E é essa chegada a principal agravante da doença, que tende a atingir a população idosa, asmáticos, diabéticos e pessoas com o sistema imunológico deprimido

15-A resposta do organismo ao ataque viral vem por meio da tosse e espirros, que são também os principais fatores de contágio. O combate do sistema imunológico é tão forte que causa febre

16-Ao contrário do que se imagina, essa guerra de anticorpos versus vírus também coloca o infectado em uma zona perigosa

17-Se dentro de uma guerra, civis inocentes também estão sujeitos a balas perdidas e bombas, no organismo humano a parte saudável também pode ser destruída, complicando ainda mais o organismo fragilizado

18-Em meio a todo esse bombardeio desenfreado, outros órgãos também estão sujeitos ao contágio — não só os pulmões

19-Para isso acontecer, lá no começo — quando o vírus entra no organismo pelas vias aéreas —, ele pode tomar um caminho diferente. Se seguir pelo reto, ao invés da traqueia e brônquios, é possível a infecção de outros órgãos, como coração, fígado e rins

20-Como tudo ainda é muito recente, o que se sabe, até o momento, é que não são todos os doentes que apresentam sequelas depois da alta médica. Há pessoas que passam pela doença sem deixar nenhum rastro pelo organismo, mas há também aqueles que adquirem cicatrizes nos pulmões e, apesar de estarem curados do vírus, continuam com dificuldades respiratórias

21-De acordo com uma pesquisa da OMS, na qual 56 mil pacientes foram analisados, 80% dos infectados pela Covid-19 apresentam sintomas considerados leves (febre, tosse e pneumonia), 14% já desenvolvem dificuldades respiratórias e falta de ar e, em casos mais graves, 6% dos contaminados desenvolvem insuficiência pulmonar, choque séptico e falência de órgãos, levando-os à morte

22-Nesse momento, a melhor decisão para barrar a contaminação é descartar o egoísmo: seguir sempre as recomendações de higiene constante e, quando possível, o isolamento: é preciso pensar
no coletivo.

Fonte IstoÉ

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar