News

É fake news caso de profissional de saúde que faleceu por coronavírus em Feira de Santana

Em Feira, de acordo com o último boletim divulgado nesta quinta-feira (12), às 10h30, 3 casos de coronavírus foram confirmados

É fake news (notícia falsa) a informação de que a profissional de saúde que trabalhou no carnaval de Salvador faleceu devido complicações decorrentes do coronavírus. A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, esclarece que a profissional teve suspeita de coronavírus descartada e confirmação para H1N1. Ela passa bem e já está curada.

Mensagens, áudios e fotos que estão circulando nos grupos de mensagem fazem na verdade referência a uma mulher que trabalhou como ambulante no carnaval de Salvador, teve diagnóstico de H1N1 e faleceu no município de Madre de Deus (Ba), por complicações da doença. Em nota, a Secretaria de Saúde de Madre de Deus informa que o resultado do exame para diagnóstico de coronavírus deu negativo.

“Pedimos cautela e prudência da população ao compartilhar essas informações, que não são oficiais e que não tem nenhum respaldo. Isso causa pânico, angústia e falta de confiança nos órgãos públicos que estão lidando diretamente com a situação, e tratando de forma mais clara possível”, explica a secretária de Saúde de Feira de Santana, Denise Lima Mascarenhas.

Em Feira, de acordo com o último boletim divulgado nesta quinta-feira (12), às 10h30, 3 casos de coronavírus foram confirmados, 1 excluído, 16 descartados e 10 aguardando resultado do exame.

A Vigilância Epidemiológica orienta que as pessoas reforcem os cuidados de higiene diários, como lavagem frequente das mãos com água e sabão ou uso de álcool em gel. Ao tossir ou espirrar evitem realizar diretamente nas mãos, utilizando a dobra interna do braço ou lenço cobrindo a boca e nariz.

“Recomendamos que as pessoas evitem o compartilhamento de objetos pessoais, contato próximo com pessoas resfriadas e em sintomas de gripe as pessoas utilizem lenços descartáveis”, orienta Francisca Lúcia Oliveira, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

Secom Feira de Santana

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar