Especialistas dizem que macacos não transmitem a febre amarela

0
86

Animais estão sendo caçados por pessoas com medo da doença. Mortes prejudicam apuração dos casos.

Temor pela febre amarela está levando pessoas mal informadas a eliminarem macacos. Especialistas ouvidos informaram que matar esses animais prejudica as investigações sobre a doença. Afinal, a febre amarela não é transmitida pelo macaco. E sim, pelos mosquitos.

De acordo com especialistas, pessoas mal informadas atrapalham o combate à doença e põe em risco a saúde da população.

“Quando esses macacos começam a adoecer é uma sirene que está sendo ligada chamando a atenção da população e das autoridades em geral de que naquele espaço onde convivem esses macacos algo estranho está acontecendo. Neste sentido, eles são nossos amigos, nosso protetores. Nunca é demais lembrar que o vírus é transmitido pelo mosquito. Tanto no ambiente silvestre quanto em um ambiente urbano. Não há a transmissão direta de um animal doente ou de uma pessoa doente para outro animal ou para outra pessoa”, afirmou Rivaldo Venâncio, coordenador de Vigilância e Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio.

Vale lembrar de que além de prejudicar a investigação sobre a doença, matar macaco é crime ambiental com pena de até um ano de prisão e multa de até R$ 5 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA