ENTENDA AS DIFERENÇAS ENTRE RINITE E SINUSITE

0
178

Quando o inverno chega, muitas pessoas começam a ter dificuldade de respirar, problema causado porque nessa época do ano, doenças como rinite e sinusite atacam. Mesmo que ambas tenham sintomas parecidos, há diferenças entre elas e conhece-las é fundamental para que o tratamento correto seja realizado e o inverno não traga mais desconfortos.

No caso da sinusite, uma inflamação nos seios da face, os principais sintomas são: nariz entupido, congestão facial, febre, dor de cabeça, catarro amarelado, tosse e alterações no olfato. Quando duram apenas algumas semanas, é chamada sinusite aguda, porém, quando os sintomas são diários, é chamada sinusite crônica.

Além dessas complicações, quando a sinusite não é devidamente tratada, o pus pode chegar aos olhos, causando inchaço, vermelhidão e irritação das pálpebras, ou chegar ao cérebro, o que causa meningite.

A rinite é mais simples. Caracterizada por uma inflamação da estrutura do nariz, causa sintomas como: nariz entupido, coriza, espirros e coceira no nariz, podendo ocorrer também dores de cabeça e coceira nos olhos. Normalmente, é acionada por exposição a algo estranho para o organismo, como poeira, pelos de animais ou poluição.

A prevenção correta às duas doenças é manter o cuidado com o ambiente onde vive. Limpar a casa com aspirador de pó, passar um pano úmido nos móveis pelo menos uma vez na semana, trocar a roupa de cama semanalmente e evitar que animais de estimação entrem no quarto são medidas essenciais para que as alergias não se manifestem.

A fisioterapia respiratória é a forma mais eficiente de controlar os sintomas da rinite e da sinusite. Para auxiliar a expelir as secreções do nariz, o fisioterapeuta realiza a tapotagem, processo que consiste em batidas na parte superior do tórax. Entre outros exercícios realizados, provocar a tosse no paciente também é eficaz para o tratamento.

DEIXE UMA RESPOSTA