Mesmo com vontade urgente de fazer xixi, só saem algumas gotinhas – e como arde! O risco existe quando a E. coli, bactéria comum no organismo, se desenvolve exageradamente no trato urinário (uretra, bexiga e, em casos mais graves, rins).

A culpa é dos maus hábitos, como segurar a urina (não achou nenhum banheiro “usável” na estrada?) e não fazer a higiene correta após o número 2 ou a transa.

Para fugir do antibiótico, só mesmo prevenindo. E, na hora de se alimentar, algumas atitudes são grandes aliadas. Conheça algumas delas:

1. Beba mais líquido

Água e chá mantêm o sistema urinário ativo para expulsar os micro-organismos.

2. Reforce as bactérias aliadas

Não pense só na mala: prepare seu intestino para a temporada de descanso. Probióticos (kefir, kombucha e iogurte com lactobacilos) devolvem bactérias do bem à microbiota. E ainda inibem a reprodução da E. coli, sugere o jornal científico Archives of Microbiology. Mas tem que consumir com frequência – não pode ser só um amor de verão.

3. Aposte no suco de cranberry

Ele é diurético e rico em antioxidantes, que impedem a E. coli de se fixar no trato urinário (um copo por dia na mão, inimigas no chão!). Mas não adoce. “O açúcar acelera a proliferação das bactérias más”, diz a nutróloga Mariela Silveira, do Kurotel Spa, em Gramado (RS). Ainda evite café, chá-preto, refrigerante e álcool. Eles irritam a bexiga.

DEIXE UMA RESPOSTA