Os humanos e os cães têm visões diferentes do mundo e frequentemente os cães têm atitudes incompreensíveis aos nossos olhos. Cheirar as partes íntimas das visitas, saltar para cima das pessoas, puxar a trela, urinar de felicidade e detestar a hora da escovagem são alguns exemplos de situações embaraçosas com as quais os donos não sabem lidar.

Um dos principais sentidos dos cães é o olfato. De fato, os cães conhecem-se e reconhecem-se cheirando a glândula que se situa na parte traseira do corpo.

Para os cães este é uma forma normal e instintiva de identificar as visitas, contudo pode tornar-se embaraçosa tanto para o dono como para o convidado. Os cães não devem ser impedidos de cheirar quem entra, mas uma breve inspeção da bainha das calças deve chegar. Para limitar o acesso do cão às pernas das pessoas a maioria dos donos diz ao cão aquilo que não deve fazer.

O dono deve explicar ao cão aquilo que quer que ele faça. Ensine-o a sentar e a obedecer a esse comando.

Cada vez que ele o faça, recompense-o. A melhor forma de treinar, seria arranjar um voluntário que não seja da casa e que finja várias vezes chegar e partir. Pulverize o meio das calças com algo que ele não goste: por exemplo, pimenta e diga o comando “Senta”. Se ele o fizer, recompense-o. Caso o cão ainda não saiba este comando, trabalhe com ele alguns dias antes.

DEIXE UMA RESPOSTA