A melancia é uma fruta muito consumida in natura e também no preparo de sucos naturais. Independente da forma como a consome, é muito provável que você, primeiro, retire todas as sementes e casca, deixando só a polpa.

Apesar de aparentemente essas partes não terem utilidade, ambas guardam muitos dos nutrientes da fruta e não deveriam ser descartadas. Veja a seguir os benefícios delas e como podem ser inseridas em sua alimentação.

Benefícios das sementes da melancia

Ação diurética

Como as sementes da melancia têm ação diurética, elas são muito eficazes no combate à temida retenção de líquido e com isso ajudam na diminuição do inchaço corporal e também das celulites.

“As sementes de melancia possuem compostos que estimulam a função renal auxiliando assim na eliminação de excessos de líquidos do corpo, funcionando como um diurético natural”, explica a nutricionista Gabriela Ghedini, que cuida do cardápio de famosas como Claudia Raia.

Promove saciedade

Se você é ansioso e está sempre em busca de algo para comer ou costuma ficar com aquela sensação de que queria comer mais um pouquinho após as refeições, a semente de melancia pode ser uma aliada da sua dieta.

“Por causa da quantidade de fibras e gorduras insaturadas, elas auxiliam no combate da sensação de fome e controlam a ansiedade alimentar”, explica a nutricionista Gabriela.

Ajuda no funcionamento do intestino

Por serem ricas em fibras, as sementes ainda aceleram o trânsito intestinal. Quando moídas, elas agem como se fossem um laxante natural.

Outros benefícios

Além de ajudarem no combate ao inchaço, funcionamento do intestino e saciedade, as sementes de melancia ainda fortalecem o sistema imunológico, têm ação anti-inflamatória e antioxidante e, por serem ricas em ômegas 3 e 6, também auxiliam na redução do colesterol ruim (LDL) e no aumento do colesterol bom (HDL).

“As sementes funcionam como potentes antioxidantes, limpando o organismo das toxinas (substâncias tóxicas) que produzimos ou que agridem nosso corpo”, detalha a nutricionista.

E apesar de não parecer, elas são calóricas e, por isso, as sementes de melancia são uma potente fonte de energia. Cem gramas têm 557 calorias.
Como consumir?

Gabriela explica que para aproveitar os benefícios da semente da fruta é necessário secá-la sob o sol ou torrá-la no forno. “Depois de torrada, você pode moer ou triturar o pó e usá-lo na preparação de shakes, sopas, sucos detox e também para fazer chá”, explica a nutricionista.

O benefício de consumir o chá é que o corpo absorve os nutrientes lentamente gerando energia para ele.

Depois que você triturar as sementes, guarde a farinha de semente de melancia em um pote fechado de vidro em ambiente com boa refrigeração para preservar as fibras, vitaminas, minerais e gordura boa presentes nela.

Melancia é um Viagra natural?

As sementes de melancia têm a fama de aumentar o desejo sexual. Tanto a polpa como as sementes são ricas em um aminoácido chamado citrulina, que relaxa e dilata os vasos sanguíneos de maneira muito similar ao Viagra e a outros medicamentos para tratar disfunção erétil.

Contudo, Gabriela ressalta que estes efeitos são muito controversos porque cada organismo reage de uma forma diferente e que varia muito de acordo com a quantidade consumida.
Benefícios da casca da melancia

Segundo Gabriela, as cascas das frutas muitas vezes chegam a oferecer 40 vezes mais vitaminais e nutrientes que a própria fruta.

“A casca branca da melancia, que é muitas vezes descartada, auxilia muito na irrigação sanguínea, melhorando a circulação e também a disfunção erétil dos homens”, explica.

Como consumir?

Se você não gosta de comer a parte branca da fruta, você pode preparar um chá fervendo a casca inteira (partes verde e branca). “Associe especiarias e ervas para potencializar os efeitos no metabolismo. Pode colocar, por exemplo, gengibre, hortelã e canela”, indica a nutricionista.

DEIXE UMA RESPOSTA