News

Em tratamento, mulher descobre que câncer era “só” uma solitária

O parasita retirado da barriga dela era maior do que uma laranja e estava crescendo ali há uma década

Uma canadense que estava tratando um tumor no fígado teve a grata surpresa de saber que o que crescia em seu corpo, na verdade, era uma tênia – parasita que costuma se alojar no intestino do hospedeiro.

Durante anos, Cassidy Armstrong, 36 anos, sentiu uma dor no lado direito da barriga, mas os exames não revelavam nada incomum.

No ano passado, quando a saúde dela se deteriorou consideravelmente, os médicos diagnosticaram um câncer de fígado. A cirurgia para a retirada do tumor foi realizada em novembro do ano passado e, para surpresa da equipe que a atendeu, o diagnóstico estava errado.

Exames laboratoriais mostraram que a massa retirada do corpo de Cassidy – um pouco maior que uma laranja – era, na verdade, um parasita que crescia dentro dela há pelo menos dez anos.

Em relato à imprensa internacional, a canadense declarou ter perguntado aos médicos: “E isso é bom?”. “Isso é muito melhor do que havíamos pensado que você tinha”, eles afirmaram.

O parasita Echinococcus multilocularis cresce de maneira semelhante a um tumor e pode representar risco de vida se não for tratado. O verme pode ser adquirido quando o hospedeiro tem contato com fezes de animais contaminados.  Por Metrópoles (Com informações do Daily Mail)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar