News

Coronavírus: autoridades suspeitam de transmissão por encanamentos

Após duas confirmações de Covid-19 em condomínio, autoridades investigam transmissão entre pacientes sem qualquer tipo de relação; durante epidemia do Sars, vírus era transmitido pela descarga.

As autoridades de saúde de Hong Kong monitoram o surgimento de dois novos casos de Covid-19, infecção provocada pelo novo coronavírus. A suspeita é de que o vírus tenha se espalhado pelos encanamentos de um edifício.

Na terça-feira (11), um prédio de 35 andares foi evacuado e mais de 100 pessoas não puderam voltar para casa após a confirmação de que dois moradores estavam com Covid-19: uma mulher de 62 anos, que mora no 3º andar, e um vizinho não identificado do 13º.

“Não estamos seguros de quem foi o vetor de transmissão”, disse a agência France Presse, Wong Ka-hing, porta-voz do Centro de Defesa Sanitária.

O prédio evacuado, Hong Mei House, faz parte do condomínio Cheung Hong Estate, onde vivem cerca de 3 mil pessoas no noroeste da cidade.

Epidemia de Sars

Durante a epidemia da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars), houve registro da transmissão da doença de forma similar a identificada nesta semana.

Foi o caso do edifício residencial Amoy Gardens, que infectou 321 moradores e matou 42. Naquele período, entre 2002 e 2003, quase 300 pessoas morreram de Sars em Hong Kong,

A investigação mostrou que o vírus circulava verticalmente pelos canos dos banheiros e passava rapidamente de um apartamento para outro. A doença começou com um chinês que estava com diarreia e que visitou o irmão que morava no prédio.

Quarentena

Como medida de precaução, os habitantes de todos os apartamentos do prédio entre os andares onde os dois casos foram detectados foram evacuados e terão que ficar em quarentena por 14 dias.

A secretária de Saúde de Hong Kong, Sophia Chan, disse que quatro pessoas foram hospitalizadas isoladamente porque apresentam sintomas semelhantes aos da gripe.

O saldo da epidemia ultrapassou mil mortos na China. O governo de Hong Kong, onde há 42 pessoas infectadas definiu que qualquer pessoa que chegue da China continental deve passar por uma quarentena de 14 dias.

Fonte G1

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar