Hábito comum entre os japoneses, mas considerado até curioso em países ocidentais, tirar os sapatos antes de entrar em casa é encarado por cientistas como um método de prevenção contra doenças e não somente um costume cultural.

Sapato tem bactérias presentes nas fezes

Isso porque, de acordo com um estudo feito pela Universidade do Arizona, EUA, mais de 420 mil tipos diferentes de bactérias podem ser encontrados nos nossos sapatos. Em 27% dos calçados analisados os pesquisadores detectaram a presença da bactéria E. coli, entre outras que podem causar desde problemas respiratórios até infecções urinárias.

O número que mais chamou atenção dos cientistas, no entanto, foi o da frequência de coliformes nos sapatos. O tipo de bactéria presente nas fezes humanas estava presente em 96% dos calçados analisados no estudo.

O levantamento aponta para a necessidade de lavar constantemente os sapatos, que poderia reduzir em até 90% das bactérias, limpar pisos e tapetes com frequência e, claro, adotar o hábito de deixar os calçados do lado de fora da casa sempre que possível.

DEIXE UMA RESPOSTA