TIRE 5 DÚVIDAS SOBRE PELA SECA

0
49
Close up of part of young woman's face, applying concealer

Quem tem a pele seca sabe que a condição precisa de cuidados. Produtos de higiene e beleza, por exemplo, devem ser específicos para esse tipo de pele. Alguns fatores pioram a situação favorecendo um ressecamento ainda maior. A melhor forma de amenizar o problema é conhecendo as causas e os tratamentos.

Qual a diferença entre a pele seca e a ressecada?

É muito comum achar que peles oleosas, mistas e mesmo secas não sofrem com ressecamento, mas não é bem assim. A oleosidade da pele é diferente da hidratação. A oleosidade é uma camada que fica por cima da pele e ela é levada em consideração para classificar a pele como normal, mista ou seca. Já a hidratação é uma característica da pele relacionada à quantidade de água que ela possui em sua estrutura. Qualquer pele pode estar ressecada.

A pele seca tem pouco brilho e, não raro, descama e apresenta irritações incômodas. E esse quadro pode ser agravado ainda mais quando a pele seca sofre esse processo de ressecamento. Isso pode acontecer por diversos fatores, como um banho mais quente ou a escolha errada do sabonete diário.

Quando a pele seca pode evoluir para outros problemas?

A pele seca em si, quando não está relacionada a nenhum problema de saúde como psoríase, dermatite atópica ou ictiose, não provoca nenhuma consequência mais grave. Contudo, ela é mais suscetível a inflamações.

A pele fica mais seca conforme envelhecemos? Por quê?

Sim, a pele vai ficando mais seca com o passar dos anos. Isso ocorre porque a produção de sebo e do manto lipídico dependem dos hormônios sexuais e de crescimento, que são mais abundantes na infância e adolescência.

Além disso, “o próprio envelhecimento celular, doenças crônicas e alterações vasculares, que são mais comuns em pessoas idosas, também pioram a nutrição e, por consequência, o ressecamento da pele”, explica a dermatologista Juliana.

DEIXE UMA RESPOSTA