A pouco tempo no mercado, as pílulas nutricosméticas estão deixando muitas dúvidas a respeito da sua eficiência. Então vamos tentar entender como elas funcionam no nosso organismo?

Para quem deseja evitar doenças e prevenir o envelhecimento, seguir uma alimentação equilibrada é o método mais recomendado pelos médicos. Isso porque as vitaminas e os minerais contidos nos alimentos ajudam a combater os radicais livres, moléculas que degeneram as células sadias do nosso organismo.

No entanto, o fato é que a maioria das pessoas não consomem a quantidade necessária de nutrientes capaz de oferecer proteção total. É aí que entra o papel das pílulas nutricosméticas.

O que é a pílula nutricosmética?

São cápsulas ricas em vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos graxos e proteínas que visam repor possíveis deficiências e cuidar da beleza. Dessa forma, além de nutrir o corpo, combatem os radicais livres que são responsáveis por acelerar o envelhecimento da pele, fornecem nutrientes para a produção de colágeno e elastina, e fortalecem unhas e cabelos.

Ao repor possíveis deficiências de vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos graxos e proteínas dentro do corpo, o efeito pode ser visto por fora, pois problemas estéticos como rugas, unhas fracas, queda de cabelo e flacidez são visivelmente melhorados. É o conceito da beleza de dentro para fora.

Como agem as pílulas?

Cada pílula atua com uma diferente função, sendo utilizadas para combater os radicais livres, estimular a produção de colágeno, para manter a pele firme e retardar a flacidez. Além desses benefícios , alguns nutricosméticos agem repondo proteínas que contribuem para o fortalecimento das unhas e dos cabelos e no tratamento contra a celulite.

Outras são responsáveis pela preparação da pele à exposição de raios solares, evitando queimaduras e mantendo o bronzeado por mais tempo. Existe até as pílulas antigorduras que ajuda a acelerar o metabolismo e, assim, diminui medidas. Mas, para reduzir pra valer o peso na balança, é necessário associá-la à dieta e ginástica.

Tempo de consumo

Podem ser ingeridas por tempo indeterminado, mas sempre com orientação médica. Os efeitos, por serem progressivos, surgem em média a partir do primeiro mês, sendo muito mais visíveis a partir de 3 meses.

Porque é tão importante consultar um especialista?

Fazer exames necessários para saber quais são as deficiências nutricionais que estão comprometendo a sua beleza é fundamental. Essa análise afasta o risco de sobrecarregar o organismo com o uso inadequado de alguma substância.

Por exemplo: na queda de cabelo, quando ela está relacionada a outros fatores que não a deficiência nutricional, as cápsulas não ajudarão em nada. Por isso, se você está tomando as cápsulas e não está vendo resultado é porque seu organismo não está precisando de tal nutriente.

Pode misturar as pílulas?

Utilizar um nutricosmético para cuidar da pele e outro para o cabelo, por exemplo, não é proibido. As cápsulas podem ser associadas, desde que com orientação médica, para evitar ingerir um tipo de nutriente em excesso, sem necessidade.

Os nutricosméticos servem como uma alternativa aos cremes?

Os nutricosméticos não substituem os cremes, tratamentos estéticos e nem dieta. Eles tem em sua composição vitaminas e minerais que ajudam a complementar a alimentação, agindo como um suplemento e assegurando a ingestão de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Na hora da compra

É preciso estar atento à procedência do produto. O consumidor deve adquirir somente produtos que tenham sido autorizados para comercialização pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Somente esse reconhecimento garante que o produto tem a eficácia anunciada, uma vez que a autorização só é permitida após a realização de estudos de eficácia e segurança realizados por laboratórios independentes de pesquisa clínica em cosmético.

DEIXE UMA RESPOSTA