A barba se tornou tendência ao longo dos últimos tempos, sendo usada por diversos famosos como George Clooney, Rodrigo Hilbert, David Beckham, Hugh Jackman e Brad Pitt. Independentemente das diferentes formas, o cuidado com a aparência da barba virou prioridade para muitos homens.

Porém, a barba não é apenas sinônimo de beleza, ela também pode fazer bem para saúde. Um estudo, realizada por pesquisadores Universidade de Southern Queensland, na Austrália, constatou que a barba protege contra alergias, tosse e ainda funciona como protetor solar.

Para análise, os cientistas colocaram manequins ao sol, dos quais metade recebeu uma barba feita de Barba de pau (uma espécie de planta que se apoia em outras para viver), enquanto a outra parte continuou com a cara lisinha. Após isso, eles mediram a quantidade de radiação absorvida por cada um deles.

Os resultados mostraram que aqueles que tinham barba tiveram quase 35% menos de exposição aos raios UV. Os pesquisadores descobriram que dependendo do tamanho e grossura dos pelos, a barba pode funcionar como um protetor solar com FPS de até 20.

Além disso, revelaram que o bigode serve como uma barreira de proteção contra as bactérias trazidas pela poeira, sendo que em alguns casos essa sujeira pode desencadear os sintomas da asma.

Notou-se também que quando a barba é longa a ponto de cobrir parte do pescoço, os ataques de tosse causados por inflamações na garganta podem durar menos tempo, isso porque ela deixa a região mais aquecida.

Os pesquisadores mostram que a barba ainda é capaz de manter a região facial mais jovem, a explicação para isso é que a pele se protege melhor contra o vento e permanece hidratada por mais tempo.

Contudo, assim como os cabelos, a barba também acumula impurezas ao longo do dia e, por isso, precisa ser higienizada diariamente. A solução é lavar o rosto duas vezes ao dia ou após as refeições com um sabonete neutro, que é menos propenso a causar irritações.

DEIXE UMA RESPOSTA